terça-feira, maio 28, 2024
More
    InícioDestaquesZelensky e Lula confirmam reunião em Nova York

    Zelensky e Lula confirmam reunião em Nova York

    O presidente Luiz Inácio Lula da Silva terá uma reunião bilateral na quarta-feira com o presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelenskiy, em Nova York, onde ambos os líderes participarão da Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas (ONU), disseram à Reuters duas fontes do governo brasileiro nesta segunda-feira. Essa bilateral foi marcada após um pedido do governo ucraniano, depois de um desencontro entre os dois líderes durante a cúpula do G7 no Japão, em maio.

    Após o pedido de Zelenskiy por uma reunião com Lula em Nova York, o governo brasileiro ofereceu dois possíveis horários na tarde de quarta-feira, e o acerto final foi feito nesta segunda. A reunião acontecerá no hotel onde Lula está hospedado, acrescentaram as fontes. A embaixada da Ucrânia em Brasília confirmou a data com o Itamaraty e está “trabalhando ativamente” para que o encontro aconteça.

    Os líderes marcam reunião após desencontros

    Em maio, durante a cúpula do G7, o presidente ucraniano também havia feito o pedido de encontro bilateral, e o governo brasileiro ofereceu três possibilidades, inclusive desmarcando compromissos para que Lula pudesse receber Zelenskiy. No entanto, o ucraniano não compareceu no horário acertado, de acordo com o governo brasileiro. O governo ucraniano disse à época que o Brasil demorou para responder e por isso Zelenskiy já teria agendado outros compromissos para o mesmo horário.

    Os dois presidentes conversaram por telefone em março, antes do desencontro no G7, e o assessor especial da Presidência Celso Amorim foi a Kiev no início de maio, após ter se reunido com o presidente russo, Vladimir Putin, em Moscou, no fim de março. O governo brasileiro tem tentado intermediar algum tipo de negociação de paz entre Rússia e Ucrânia desde que Lula tomou posse, em janeiro, realizando conversas com os dois países envolvidos e também com líderes europeus, o presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, e o presidente da China, Xi Jinping. Lula propôs a criação de um grupo com países sem envolvimento direto no conflito, como o Brasil, para negociar uma proposta de paz, mas a proposta ainda não foi adiante.

    Lula terá outras Reuniões bilaterais em NY

    De acordo com fontes ouvidas pela Reuters, Lula tem outras quatro bilaterais agendadas na terça-feira em NY, incluindo o secretário-geral da ONU, António Guterres; o chanceler da Alemanha, Olaf Scholz; o primeiro-ministro da Noruega, Jonas Gahr Støre; e o presidente da Autoridade Nacional Palestina, Mahmoud Abbas. Nesta segunda, o presidente tem encontros com o presidente da Confederação Suíça, Alain Berset, e com o ex-primeiro-ministro do Reino Unido Gordon Brown. No total, o governo brasileiro recebeu mais de 50 pedidos de bilaterais, e a agenda ainda está sendo montada, de acordo com as fontes. Lula deve dedicar a tarde de terça e a quarta-feira para receber outros chefes de Estado. Na manhã de terça, o presidente faz o discurso de abertura da Assembleia Geral da ONU

    Com informações Reuters*

    Siga nossas redes sociais Instagram  e Facebook

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui

    Últimas Notícias