quinta-feira, maio 30, 2024
More
    InícioDestaquesTrump se apresenta à Justiça do estado da Geórgia

    Trump se apresenta à Justiça do estado da Geórgia

    O ex-presidente dos Estados Unidos é acusado de interferir no resultado da eleição presidencial de 2020

    Donald Trump se apresenta à Justiça, o ex-presidente dos Estados Unidos, se entregará   às autoridades nesta quinta-feira (24) e ficará detido por alguns minutos em uma prisão no estado da Geórgia. Ele enfrenta acusações relacionadas à tentativa de interferir no resultado da eleição de 2020. Esse evento promete ser um daqueles momentos históricos que mantêm o país em suspense.

    Apesar de ser sua quarta acusação criminal em poucos meses, Trump, que é o favorito para a indicação republicana nas eleições de 2024, se verá obrigado, desta vez, a comparecer a uma prisão superlotada e insalubre, sob os olhos das câmeras dos veículos de comunicação do mundo inteiro.

    No seu canal Truth Social, o empresário expressou incredulidade: “É inacreditável. Vou para Atlanta, Geórgia, na quinta-feira, para ser PRESO por um promotor de esquerda radical”. Ele também caracterizou o caso como “interferência eleitoral”.

    Apesar disso, sua estadia na prisão será breve. Assim como os outros 18 acusados, Trump será detido e logo liberado após pagar uma fiança de 200.000 dólares, no seu caso. De acordo com a norma, suas impressões digitais serão registradas. Ele também poderá ser submetido à “mugshot”, a fotografia de réus, algo que havia conseguido evitar em ocasiões anteriores devido à sua notoriedade.

    O xerife do condado de Fulton, que engloba Atlanta, Patrick Labat, tem a intenção de tratar todos os acusados de forma igualitária: “Não importa a situação, estaremos prontos para fotografá-los”, declarou.

    As imagens dos outros acusados no processo contra Trump, que já se apresentaram às autoridades, estão sendo veiculadas em programas de televisão e redes sociais. Entre eles está Rudy Giuliani, ex-prefeito de Nova York e ex-advogado de Trump, cuja fiança foi fixada em 150.000 dólares. Giuliani compareceu à prisão Rice Street na quarta-feira e, ao sair, alegou que a acusação era uma farsa.

    Os 19 acusados têm até meio-dia (13h00, horário de Brasília) da sexta-feira para se entregarem às autoridades. Eles deverão retornar ao tribunal na semana de 5 de setembro, possivelmente para declarar sua culpabilidade ou inocência. A procuradora Fani Willis tem como objetivo que o julgamento ocorra em março de 2024.

    Um grande júri nomeado pela procuradora indiciou Trump e outras 18 pessoas por tentativa ilegal de anular o resultado das eleições de 2020, que foram vencidas pelo atual presidente, o democrata Joe Biden, neste estado-chave.

    Trump está enfrentando quatro acusações criminais, incluindo duas a nível federal em Washington e Flórida, uma no estado de Nova York e outra na Geórgia. Cada processo, contudo, tem gerado milhões de dólares em doações de apoiadores convencidos de que ele é vítima de uma “caça às bruxas”.

    No caso da Geórgia, todos os acusados estão sendo processados com base em uma lei de combate ao crime organizado, que estabelece penas de cinco a vinte anos de prisão.

    Siga nossas redes sociais Instagram  e Facebook

    1 COMENTÁRIO

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui

    Últimas Notícias